0 Likes

Frigate D. FernandoII e Glória
Portugal

A Fragata "D.Fernando II e Glória", o último grande navio à vela da Marinha Portuguesa e também a última "Nau" a fazer a chamada "Carreira da Índia" – verdadeira linha militar regular que, desde o século XVI e durante mais de 3 séculos, fez a ligação entre Portugal e aquela antiga colónia – foi o último grande navio que os estaleiros do antigo Arsenal Real de Marinha de Damão construíram para a nossa Marinha. A Fragata recebeu o nome de "D.Fernando II e Glória", não só em homenagem a D.Fernando Saxe Coburgo Gota, marido da Rainha D.Maria II, mas também por ter sido entregue à protecção de Nossa Senhora da Glória, de especial devoção entre os goeses. O navio embora construído pelos planos duma fragata de 50 peças, foi de início preparado para receber 60 bocas de fogo, tendo em 1863 / 65 sido transformado para receber só 50, 22 no convés e 28 na bateria. A lotação do navio variava consoante a missão a desempenhar, indo do mínimo de 145 homens na viagem inaugural ao máximo de 379 numa viagem de representação. A Fragata tinha boas qualidades náuticas e de habitabilidade, designadamente no que se refere a desafogo das instalações, aspecto este de suma importância numa época em que ainda se faziam viagens, sem escala, de 3 meses, com 650 pessoas a bordo, incluindo passageiros. A viagem inaugural, de Goa para Lisboa, teve lugar em 1845, com largada em 2 de Fevereiro e chegada ao Tejo, em 4 de Julho. Desde então, foi utilizada em missões de vários tipos até Setembro de 1865, data em que substituiu a Nau Vasco da Gama, como Escola de Artilharia, tendo ainda, em 1878, efectuado uma viagem de instrução de Guarda-Marinhas aos Açores, que foi a sua última missão no mar, onde teve a oportunidade de salvar a tripulação da barca americana "Laurence Boston" que se incendiara. Durante os 33 anos em que navegou, percorrendo cerca de 100 mil milhas, correspondentes a quase 5 voltas ao Mundo, a "D.Fernando", como era conhecida, provou ser um navio resistente e de grande utilidade, tendo efectuado numerosas viagens à Índia, a Moçambique e a Angola para levar àqueles antigos territórios portugueses unidades militares do Exército e da Marinha ou colonos e degredados, estes últimos normalmente acompanhados de familiares.

Este belo veleiro, que durante anos foi um verdadeiro ex-libris do Tejo e serviu de modelo a muitos pintores, como o Rei D.Carlos, esteve no estuário deste rio encalhado e adornado sobre bombordo, durante 3 décadas, teimando em mostrar que o desgaste natural do tempo se devia sobrepor ao esquecimento dos homens.

Levantamento fotográfico efectuado antes do início das operações de desencalhe da Fragata no mar da palha.A Fragata D.Fernando. Pormenor do abandono a que foi votada durante quási 30 anos.Vista do interior do navio a ser restaurado no Estaleiro da Ria-Marine em Aveiro.

Em 1990 foi assinado um Protocolo entre a Marinha e a Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, com o objectivo de se levar por diante a recuperação da Fragata "D.Fernando", projecto que foi confiado à Marinha, tendo sido o Arsenal do Alfeite encarregado de executar a obra.

Este projecto, considerado pelo Governo como de interesse cultural e enquadrado na Lei do Mecenato, foi de imediato alvo de interesse de muitas empresas e instituições, que, em conjunto com o Estado Português, apoiaram financeiramente a reconstrução da Fragata.

Actualmente é um núcleo museológico e encontra-se aberto ao público em Cacilhas.

Copyright: Adelino chapa
Type: Spherical
Resolution: 6324x3162
Subida: 18/12/2011
Actualizado: 19/12/2011
Número de vistas:

...


Tags: frigate; boat; museum; warship; cacilhas
comments powered by Disqus

Adelino Chapa
Ginjal
Adelino Chapa
River Garden
Willy Kaemena
Old Market Hall ( Mercado da Ribeira )
Willy Kaemena
Lisbon Tagus Bridge, Ponte 25 de Abril
Luis Filipe Azevedo
Cristo Rei - Lisboa
luis davilla
comercio place in lisbon
Cattura
Praca do Comercio © Cattura
Cattura
Praca Do Comercio Dark © Cattura
Willy Kaemena
Lisboa Praça do Comercio 8/2004
Willy Kaemena
Praca do Comercio Lisbon 2004
Willy Kaemena
Praça do Comercio
Gary Davies
Commerce Square, Lisbon
Шамiлов Iлья
Ostromechevskaya watchtower 35m above the ground (216 m) 07072013 Остромечевская сторожевая вышка 35м над землей (216 м)
Travel-Sphere.com
Sunset at Marina Gardens [Singapore]
Javier Torres
Sala de Cirugía de Pequeños Animales
Luciano Correa | Vista Panoramica
Passeio de Quadriciclo
Andrew Bodrov
Mars Panorama - Curiosity rover: Martian solar day 613
Jaime Brotons
Cuadrigas
MoUzEs- Maciej J. Lorek
Centurion Mk V.2 - On the Tank
sibalexx
Frescoes
Christian Kleiman
Carousel 1913 at Champ de Mars Garden
Brian Carey
Cape Spear 360 by Brian Carey
Marcio Cabral
Electric River at Sunrise
Luciano Correa | Vista Panoramica
Pousada Encontro das Águas em Gonçalves MG
Adelino Chapa
Town of Sines
Adelino Chapa
Almendres Cromlech
Adelino Chapa
Elvas Aqueduct
Adelino Chapa
Sanctuary of Lord Jesus Stone
Adelino Chapa
Convent of Jesus
Adelino Chapa
Bocage Square
Adelino Chapa
Monsanto's Panoramic, Restaurant
Adelino Chapa
Palmela Belvedere III
Adelino Chapa
Church (II)
Adelino Chapa
Sarilhos Shipyard2
Adelino Chapa
Sarilhos Shipyard1
Adelino Chapa
Alcácer do Sal footbridge
More About Europe

Europe is generally agreed to be the birthplace of western culture, including such legendary innovations as the democratic nation-state, football and tomato sauce.The word Europe comes from the Greek goddess Europa, who was kidnapped by Zeus and plunked down on the island of Crete. Europa gradually changed from referring to mainland Greece until it extended finally to include Norway and Russia.Don't be confused that Europe is called a continent without looking like an island, the way the other continents do. It's okay. The Ural mountains have steadily been there to divide Europe from Asia for the last 250 million years. Russia technically inhabits "Eurasia".Europe is presently uniting into one political and economic zone with a common currency called the Euro. The European Union originated in 1993 and is now composed of 27 member states. Its headquarters is in Brussels, Belgium.Do not confuse the EU with the Council of Europe, which has 47 member states and dates to 1949. These two bodies share the same flag, national anthem, and mission of integrating Europe. The headquarters of the Council are located in Strasbourg, France, and it is most famous for its European Court of Human Rights. In spite of these two bodies, there is still no single Constitution or set of laws applying to all the countries of Europe. Debate rages over the role of the EU in regards to national sovereignty. As of January 2009, the Lisbon Treaty is the closest thing to a European Constitution, yet it has not been approved by all the EU states. Text by Steve Smith.