1 Like

Redenção da Serra
Brazil

Basicamente, o núcleo principal da história de Redenção da Serra foi ligada à Abolição da Escravatura (Lei Áurea). Com a extinção do tráfico negreiro em 1850, a Lei do Ventre Livre em 1871 e a Lei dos Sexagenários em 1885, a ideia de total libertação dos escravos já iniciava entre os conservadores e liberais da região. Em Paiolinho chegaram também os ecos da campanha abolicionista e aderidos ao movimento cívico, Redenção da Serra foi a primeiro município paulista a libertar seus escravos em 10 de fevereiro de 1888, em documento assinado pelos ilustres moradores de Paiolinho, Maria Augusta d'Almeida, Gabriel Ortiz Monteiro, Joaquim Camargo Ortiz, Antônio da Palma, monsenhor José Alves Coelho Guimarães, José Lopes Leite de Abreu, Joaquim Antônio dos Santos Santos e Lourenço Ottoni de Gouveia Castro. Nesta data, declararam assim seus escravos livres, que continuaram a trabalhar mediante salário convencional. No mesmo documento e motivados pelo movimento que ali nascia, resolveram trocar a designação do município de Santa Cruz do Paiolinho para Redenção.

Em 21 de maio de 1934, Redenção deixou de ser município e voltou à condição de distrito pela Lei nº 6448, sendo incorporada ao município de Jambeiro, do qual se separou em 5 de julho de 1935 e passou a pertencer a comarca de Taubaté, sendo reinstalado novamente o município em 1º de janeiro de 1936.

Em 30 de novembro de 1944, numa reunião do quadro administrativo, territorial e judiciário do estado de São Paulo, segundo o Decreto-Lei nº 14.334, discutiu-se que Redenção sendo o primeiro local paulista a libertar seus escravos, nada mais justo do que designá-lo com um nome que eternizasse o feito grandioso, assim o antigo povoado de Santa Cruz do Paiolinho, chamada de Redenção, passou a se chamar Redenção da Serra, também devido a sua situação geográfica entre os contrafortes da Serra do Mar.

No começo da década de 70, por uma necessidade de atendimento sócio-econômico regional, o estado deu início à construção da Usina Hidrelétrica de Paraibuna, represando os rios Paraibuna e Paraitinga e formando a represa da Companhia Energética de São Paulo (CESP).

A construção porém de inusitadas implicações, determinou o desaparecimento de Natividade da Serra e Redenção da Serra. Da velha Redenção da Serra, cheia de tradições e fatos históricos, restou na parte mais alta do município que não foi atingida pelas águas a Igreja Matriz, o sobrado com sacadas de ferro que sediava a prefeitura e outros poucos sobrados e residenciais da rua Capitão Alvim. A parte mais baixa porém foi totalmente invadida pelas águas.

Na zona rural, o represamento das águas afetou as terras férteis, eliminando grande parte da agricultura de subsistência. A industrialização da “Calha do Vale” (Taubaté, Pindamonhangaba e Tremembé) e a inundação de parte do município, contribuíram para o êxodo rural de grande parte da população produtiva.

Em 25 de agosto de 1974 de acordo com o decreto de implantação nº 190, nasce a nova Redenção da Serra, onde numa colina era erguida pelo povo redencense o cruzeiro que simbolizaria o renascimento do município.

Copyright: Emilio Campi 360 Total
Type: Spherical
Resolution: 9098x4549
Uploaded: 30/01/2011
Updated: 18/08/2014
Views:

...


Tags: redenção da serra; redenção; vale do paraiba; represa; paraibuna; turismo; rural; emilio campi
comments powered by Disqus

Emilio Campi - 360 Total
Redenção da Serra - SP
Emilio Campi - 360 Total
Redenção da Serra - SP
Emilio Campi - 360 Total
Igreja Matriz de Redenção da Serra
Emilio Campi - 360 Total
Igreja matriz de Redenção da Serra
Emilio Campi - 360 Total
Ponte em Natividade da Serra
Emilio Campi - 360 Total
Represa Paraibuna
Emilio Campi - 360 Total
Centro Cultural de Natividade da Serra
Emilio Campi - 360 Total
Praça Central de Natividade da Serra
Emilio Campi - 360 Total
Igreja Nossa Senhora da Natividade
Emilio Campi - 360 Total
Represa em Natividade da Serra
Emilio Campi - 360 Total
Represa Paraibuna
Jan Ometak
Cristo
Riess FotoDesign
Partnachklamm 04
Riess FotoDesign
AlpspiX 05
Heiner Straesser - derPanoramafotograf.com
Car Dump
Pascal Moulin
Cour du Musée du Vieux Granville - France
Alejandro Ahumada
Durango Mexico Funicular
OLIVIER CHARLOIS
Tete du Colonney, 2692 meters
Alexander Ruttgers
Glacier Point
Marjan Gubensek
sv. Florian v Vojniku
Tomasz Makarewicz
Talyuberlup 3rd Pillar Stirling Range
Adam Czapla
Turzańsk - Cerkiew prawosławna p.w. św. Michała Archanioła
Jan Dunlop
Sunset at Navutu Stars Resort in the Yasawa Islands
Gary Davies
HMS Alliance, Royal Navy Submarine Museum, control room
Emilio Campi - 360 Total
Cânion Fortaleza 2
Emilio Campi - 360 Total
Praia Maranduba
Emilio Campi - 360 Total
Condomínio Vila do Sol
Emilio Campi - 360 Total
Varanda Pouso Caminho das Artes
Emilio Campi - 360 Total
Luz e Objeto
Emilio Campi - 360 Total
Recepção Clínica Costa Verde
Emilio Campi - 360 Total
Memorial Redentorista II
Emilio Campi - 360 Total
Pousada Vison
Emilio Campi - 360 Total
Presépio Praça Central - Gramado/RS
Emilio Campi - 360 Total
Capela do Santíssimo
Emilio Campi - 360 Total
Colégio Sagrado Coração de Jesus
Emilio Campi - 360 Total
Piso Térreo
More About Brazil

Here's your soundtrack. Okay, maybe they're not exactly brazillian but their music is awesome and their live shows legendary.Now, Brazil covers almost half of South America and its Amazon rainforest is the world's largest jungle... which is rapidly getting cut down. The country is basically one giant botanical garden with some bangin' cities on its edges.Brazil was colonized in 1808 by the royal court of Portugal, which was fleeing Napolean's troops. They didn't stay long, and Brazil won its independence in 1822.Its biggest city, Sao Paulo, is the financial hub of South America. Brazil is the "b" in BRIC -- Brazil, Russia, India and China. These four were labeled the world's fastest developing large economies in the year 2001.Brazil is known for three things: amazingly beautiful women, carnival, and Pele -- King of Football, Athlete of the Century, football ambassador of the world and a declared national treasure.Brazillians can tell foreigners a mile away, by the way their hips move. Samba is built into the soul of brazil and carnival is when it bursts out into twenty-four hour undying explosions of sound on every street.This picture of mask diving at the Taipus reefs makes me shed hot and salty tears all over my calendar, which is set on "January" right now.Text by Steve Smith.